Nuninho

BUSCADOR

Falta pouco para você encontrar o conteúdo desejado. Vamos lá?


LOGIN

Com uma rede social

ou

CADASTRO

Com uma rede social

ou


ESQUECI MINHA SENHA

Digite seu e-mail cadastrado no sistema:

RESULTADO DE PESQUISA RESULTADO DE PESQUISA


Votorantim amplia possibilidades de negócios no Legado das Águas com o ecoturismo

 

Nos últimos cinco anos, empresa investiu R$ 15 milhões na Reserva. O aporte fez parte de um plano estratégico que teve como objetivo identificar as possibilidades de negócios na área que está localizada a 130 quilômetros da capital paulista.

O Legado das Águas, maior Reserva privada de Mata Atlântica do País, localizada no Vale do Ribeira entre os municípios de Juquiá, Tapiraí e Miracatu (SP) e administrada pela gestora de ativos ambientais Reservas Votorantim, está oferecendo atividades de ecoturismo. Grupos de até 20 pessoas poderão observar aves, praticar canoagem pelas águas do rio Juquiá ou fazer uma trilha de bicicleta pela vegetação da Mata Atlântica. Também podem ser agendados a grupos, rotas de turismo científico e estudo do meio para escolas, além de diversos cursos oferecidos regularmente.

A novidade faz parte da estratégia da Votorantim que, desde 2012, vem estruturando o Legado das Águas para ser um negócio da nova economia. A iniciativa combina proteção ambiental com a possibilidade de utilização de recursos naturais de maneira sustentável, com geração de renda, valor compartilhado e desenvolvimento das comunidades locais.

“Nós percebemos que além da conservação da flora e da fauna e educação ambiental, a Reserva poderia ser um local de práticas esportivas, ecoturismo e contemplação da natureza, proporcionando à sociedade desfrutar de uma área praticamente intocada”, afirma David Canassa, diretor da Reservas Votorantim.

Para assegurar que a abertura para o ecoturismo acontecesse de forma responsável, foi realizado um minucioso estudo. O levantamento apontou quais atividades poderiam ser praticadas e o limite de visitantes. “Desenvolveremos as atividades com grupos pré-definidos, pois o Legado das Águas não é um parque, é uma Reserva focada em conservação. Uma oportunidade ímpar para as pessoas conhecerem a Mata Atlântica em toda sua exuberância”, afirma Frineia Rezende, gerente da Reservas Votorantim. Além das atividades de ecoturismo, o Legado das Águas já funciona como um polo de pesquisas científicas e provedor de compensações ambientais. Em julho de 2016, também inaugurou um viveiro especializada em Mata Atlântica, com capacidade de produzir cerca de 200 mil mudas por ano para recomposição florestal, projetos de paisagismo e reflorestamento de centros urbanos.

Inicialmente as atividades de ecoturismo serão realizadas aos finais de semana e poderão ser acessadas pelo site www.legadodasaguas.com.br

Sobre o Legado das Águas

O Legado das Águas é uma Reserva privada de 31 mil hectares de Mata Atlântica, equivalente a 1,5% da área residual desse bioma. Localizado no Vale do Ribeira, no sul do Estado de São Paulo, abrange três municípios – Juquiá, Miracatu e Tapiraí – e foi constituído pela aquisição de diversas áreas entre as décadas de 1920 e 1950 pela Votorantim.

Na época, a empresa pretendia conservar a cobertura vegetal para garantir no longo prazo a disponibilidade hídrica da região, onde estão sete usinas hidrelétricas que fornecem energia para a produção de alumínio. Essa visão foi ampliada e se materializou em um protocolo de intenções, firmado em 2012 entre o Governo do Estado de São Paulo e a Votorantim S.A., para a implantação de uma Reserva que ofereça um legado positivo para a sociedade, desenvolvendo atividades de pesquisa, educação ambiental e turismo sustentável, além de possibilidades de negócios a partir dos recursos ambientais ali presentes.

 

 

 

 

RECOMENDADOS RECOMENDADOS

Maike Mohr – Cooperativas e sustentabilidade (Líder 2030 Talks)

Schneider Electric é reconhecida como pioneira nos ODS em 2017

Plataforma Liderança Sustentável – América Latina

Como participar